Escotismo completa 100 anos no Brasil

Grupo Escoteiro Tiradentes, cuja sede funciona em uma pequena casa amarela dentro do Parque da Água Branca, na Barra Funda. O local serve de ponto de encontro para cerca de 100 paulistanos, a maioria deles com idade entre 7 e 21 anos. Cada faixa etária desenvolve atividades específicas, sempre comandadas por um adulto. A programação de sábado para a turma de 11 a 14 anos incluiu uma visita a um museu de ciências no município de Santo André. “Gosto do escotismo porque sempre conhecemos lugares diferentes e fazemos novos amigos”, explicou um escoteiro.

O surgimento da organização data de 1907, quando o general inglês Robert Stephenson Smyth Baden-Powell montou um acampamento com um punhado de meninos em uma ilha ao sul da Inglaterra. Seu objetivo era criar uma oportunidade para os jovens aprenderem a pescar, a explorar ambientes desconhecidos e a cuidar de si próprios. À noite, todos se reuniam para ouvir histórias e cantorias. No ano seguinte, Baden-Powell escreveu um livro em fascículos que até hoje serve de bíblia para os interessados: ‘Escotismo para Rapazes’.

Na cartilha, o general ensina técnicas de orientação no campo e prega hábitos civilizados como não cuspir no chão, estar sempre alerta para ajudar o próximo e não aceitar gorjetas após fazer uma boa ação. Em 1909, sem ser convidado, um grupo de garotas se infiltrou em uma reunião dos escoteiros no Palácio de Cristal, em Londres. A ousadia delas resultou na vertente feminina do movimento, o bandeirantismo, oficializado no mesmo ano.

Trazido por suboficiais do encouraçado ‘Minas Gerais’, o escotismo chegou ao Brasil em abril de 1910. Seu braço nacional, portanto, comemora neste ano um século de vida — a fundação do bandeirantismo por aqui ocorreu em 1919. No estado de São Paulo estão reunidos 17 000 dos 60 000 escoteiros do país e 1 800 das 10 000 bandeirantes. No mundo todo, as duas entidades somam 38 milhões de membros. “Ao contrário do que possa parecer, estamos crescendo a cada ano”, diz o diretor estadual de comunicação dos escoteiros, Fernando Neves.



Alguns pontos para ser escoteiro:

Vida ao Ar Livre
O acampamento é o auge da vida de um escoteiro. O contato com a natureza é imprescindível, já que afastar-se da cidade e entrar em contato com as dadivas naturais traz saúde e felicidade.

Excursionar faz o escoteiro encontrar novos lugares, descobrindo novas vidas. A aventura tornando-o mais forte e rijo. Com um sorriso no rosto, enfrenta de peito aberto as intemperes.

Mas para acampar e fazer excursões tem que haver uma preparação, conhecimento de técnicas que possibilitem a vivência nas condições mais adversas.

Conhecimento sobre a Natureza
Observar a natureza pode trazer grandes benefícios, B-P em Escotismo para Rapazes diz que seguir rastros é uma maneira divertida para saber mais sobre os animais, levando a pessoa a um alto nível de observação; assim como observar pessoas. E é vergonhoso para um escoteiro não reparar em algo e outra pessoa mostrar-lhe.

Os Cavaleiros da Idade Média
Em uma visão idealizada, os cavaleiros são lembrados por sua honra. O escoteiro é equiparado com eles, na medida em que para um escoteiro a sua honra está acima de sua própria vida, assim como a sua Pátria. E também pela hierarquia e fraternidade de um grupo de cavaleiros, da mesma forma que se estrutura uma patrulha escoteira.

O Código de Cavaleiros
Assim como os cavaleiros escoteiros seguem alguns códigos de honra, lembrando que sua honra é sagrada; sua Pátria, seu Deus estão sempre presente em sua mente; cortesia para com mulheres, crianças, idosos e mais fracos, tem que ser presente todo o tempo; prestativos sem discriminação; poupar dinheiro e comida para doar para aqueles que não podem os ter; aprender o manejo de ferramentas que possam defender seus princípios; manter-se forte, saudável e ativo para cumprir o Código.

O escoteiro também deve praticar boas ações diariamente, pequenas coisas, mas sempre e nunca esperar algo em troca.

Salvamento de Vidas
O escoteiro tem que estar preparado para salvar vidas, para isso não basta ler livros, tem que praticar e sentir-se preparado para tal, esse é dos motivos para o lema: Be Prepared, estar preparado para qualquer situação e agir com frieza e saber o que está fazendo.

site deles: http://www.escoteiros.org.br/ Enviar para o Twitter

A bússola é um instrumento usado para orientação. Atualmente, existe uma grande variedade de formatos e tamanhos de bússola para atender às mais diversas necessidades. As que são usadas em navios e em aeronaves, por exemplo, são complexos aparelhos mecânicos ou eletrônicos capazes de compensar o movimento e a estrutura metálica da embarcação.
As bússolas de bolso, de menor precisão, são mais usadas por excursionistas e adeptos das trilhas ecológicas. Elas consistem, em geral, em uma agulha magnetizada, que flutua dentro de uma caixinha transparente, e tem uma das extremidades pintada de vermelho que aponta sempre para o “Norte”. Isso ocorre porque a bússola funciona como um ímã que se orienta segundo o campo magnético da Terra.
Em caminhadas, a bússola mais usada é a transferidora (do tipo Silva), leve e precisa o suficiente para orientação e navegação básicas. Este modelo é ideal para ser usado com mapas, porque combina bússola, régua e transferidor num único instrumento, evitando que eles sejam carregados separadamente como era feito antigamente.

       
       
       



Atenção: Uma bússola com bolhas de ar é uma bússola defeituosa!


Antes de qualquer coisa, você precisa saber que as instruções aqui apresentadas são apenas para você começar a aprender a usar uma bússola. Então, comece treinando em um local fácil, como um parque ou um lugar perto da sua casa. Não se aventure na mata fechada, porque sem experiência há grandes chances de você ficar perdido! 
Agora, vamos às instruções. Em primeiro lugar, nunca use a bússola dentro de carro, perto de objetos metálicos ou circuitos elétricos, pois eles interferem na sua medição.
Segurando a bússola na horizontal, aponte a seta de direção, a linha-de-fé, para o lugar onde você deseja ir – vamos imaginar que seja uma montanha. Gire o anel graduado até que a seta do mostrador, a seta-guia, esteja alinhada com a parte vermelha da agulha magnética. Anote o valor do azimute, que é o ângulo que aparece ao pé da linha-de-fé. Mantendo a bússola na horizontal, e a agulha magnética coincidente com o norte do mostrador, avance na direção indicada pela linha-de-fé.
Para regressar, é só manter o mesmo valor do azimute, aquele que você anotou na ida. Depois, apontar a linha-de-fé para você mesmo, e girar o seu corpo até que a parte vermelha da agulha fique alinhada novamente com a seta-guia. Aí, é só caminhar na direção oposta a indicada pela linha-de-fé.
Bom, mas tudo isso funciona muito bem na teoria. Na prática, você pode ter que se desviar do caminho indicado pela bússola por conta de algum obstáculo. Por exemplo: suponha que você se desviou 100 metros do caminho indicado. Se continuar seguindo o valor do azimute, passará a 100 metros da montanha. É por isso que muita gente se perde ao usar a bússola!
Mas, em geral, este aparelho também não é usado sozinho. Um mapa é fundamental e, muitas vezes, sem ele a bússola torna-se realmente inútil...



       
       
       




Usando a bússola com um mapa

Usar a bússola para percorrer pequenas distâncias (até 300 metros) é muito simples. A primeira coisa que você precisa fazer é colocar o mapa numa superfície plana e horizontal. Depois, identifique no mapa a sua posição atual e o ponto onde quer chegar. Use a borda lateral da bússola para unir estes dois pontos, sendo que a seta de direção da bússola (linha-de-fé) deve estar voltada para o ponto de destino.
Então, gire o anel graduado até que as linhas do mostrador da bússola estejam paralelas às linhas verticais do mapa. Mas preste atenção porque a seta-guia deve estar apontando para o Norte indicado pelo mapa (topo do mapa). Anote o ângulo que está ao pé da linha-de-fé – este é o seu azimute. Agora, gire a bússola até que a parte vermelha da agulha esteja coincidente com a seta-guia. A partir daí a seta de direção da bússola estará indicando o seu destino.
Para saber a distância entre o seu ponto de partida e o de destino, utilize a régua da bússola. Baseado na escala do mapa, você pode fazer a conversão da distância medida em centímetros para metros. Numa escala de 1:10.000, por exemplo, cada centímetro indicado pela régua corresponde a 10.000 centímetros percorridos no terreno, ou seja, 100 metros.
Antes de seguir para o seu destino, procure saber também se existem obstáculos no caminho, e localize no mapa outros pontos de referência que possam ajudá-lo em caso de você precisar desviar da direção indicada pela bússola. Faça a leitura de azimutes destes pontos.




       
       
       






Creditos: http://www.invivo.fiocruz.br/cgi/cgilua.exe/sys/start.htm?sid=3&infoid=803
Enviar para o Twitter


Para a quase totalidade das pessoas, quando se fala em atividades junto à natureza como "acampar", a idéia é prontamente associada aos atos de escolha de um local bucólico e tranqüilo, a montagem de uma barraca e, de imediato, à preparação de um círculo ao redor de uma fogueira, centro em torno do qual as pessoas reunir-se-ão para conversar, cozinhar, aquecer-se, repetindo um ritual de sociabilização transmitido de geração a geração e cujas origens perdem-se no início da história humana.

Como de costume, a higiene pessoal e a limpeza dos utensílios de cozinha serão feitas na fonte de água mais próxima e os dejetos humanos depositados atrás de alguma vegetação, rocha ou, em raras ocasiões, enterrados ou queimados.

Já há muito incutidas na nossa cultura, estas práticas tornam-se um seríssimo problema ante o crescente interesse das pessoas pelas práticas denominadas outdoor e que, desprovidas de uma educação ambiental, passam a engrossar fluxos massivos de visitantes dentro de limitadas áreas naturais acarretando uma sobre-exposição que muitas vezes o ambiente local não se encontra apto a resistir. Tais práticas não mais combinam com os modernos conceitos de proteção à natureza, exigindo uma profunda reeducação do indivíduo quanto aos hábitos tradicionalmente adotados no excursionismo, acampamentos, caminhadas, escaladas e uma infinidade de outras atividades nas áreas silvestres.

Note-se que mesmo o excursionista tomando todos os cuidados básicos quanto ao uso da água, o tratamento dos dejetos e o convívio com a fauna e a flora, tais precauções não mais são suficientes em vista do turismo de massa decorrente da circulação de uma sempre crescente quantidade de visitantes, os quais percorrerão um incontável número de vezes uma mesma trilha, montando suas barracas sempre num mesmo local, recolhendo lenha no mesmo bosque e fazendo uma nova fogueira em cada acampamento, as quais deixarão por longo tempo o ambiente natural crivado de cicatrizes negras onde o solo tornou-se estéril.

E é neste ponto que entra a "ética de mínimo impacto".

Desde a década de 70 que nos Estados Unidos a NOLS - National Outdoor Leadership School vem divulgando um programa internacional denominado "Leave No Trace (LTN)" ou "No Dejes Rastros (NDR)" como têm se popularizado nos países de língua espanhola, e que no Brasil poderia ser chamado de "Não Deixe Marcas" , visando à reeducação das pessoas para uma prática de conservação de áreas naturais e cujas técnicas vêm sendo adotadas e divulgadas por todas as entidades que atuam na linha de frente quanto à proteção à ecologia e à natureza.

O modelo de mínimo impacto das atividades realizadas na natureza, além de imbuído de uma forte conscientização ecológica e social, leva o indivíduo a pensar naquele que o sucederá praticando as mesmas atividades lúdicas, estimulando-o a agir com segurança e preservar o meio-ambiente incólume para que outras pessoas possam usufruí-lo na mesma proporção, estabelecendo como valor principal toda uma ética comportamental objetivando evitar que sejam deixadas marcas muitas vezes irreparáveis como registros da presença humana no ambiente silvestre.
No Brasil, duas das instituições pioneiras que podem ser citadas como divulgadoras das técnicas de mínimo impacto junto à natureza há mais de uma década são a Associação Cânions da Serra Geral - ACASERGE em Porto Alegre e a Federação de Montanhismo do Rio de Janeiro - FEMERJ.

Basicamente as técnicas podem ser reduzidas a alguns enunciados fundamentais, sobre os quais tratarei especialmente no próximo post. Enviar para o Twitter


       Continuando o tema do mínimo impacto humano quando em interação com o ambiente natural, algumas regras de ouro podem ser facilmente adotadas, exigindo, por outro lado, a vontade de assumir certas mudanças de hábito e de cultura. Estes enunciados fundamentais, simples, didáticos e de fácil memorização, não são absolutos mas resumem, em sua essência, a ética e as técnicas de mínimo impacto recomendadas para cada situação e que devem ser atendidas sempre que possível:
1 - PLANEJAR E PREPARAR ANTES DE SAIR
  • Informe-se o melhor possível quanto ao lugar que pensa visitar: caminhos, acampamentos, previsão do tempo, restrições, etc.

  • Defina as metas e objetivos da viagem e considere a condição física dos participantes.

  • Leve equipamento adequado para as condições do terreno e do clima.

  • Não leve lixo para a natureza. Deixe em casa as embalagens volumosas ou pesadas e coloque os seus alimentos em sacos ou potes plásticos que possam ser reutilizados. Evite levar latas ou vidro.

  • Quando possível, viaje em grupos pequenos.


2 - VIAJE E ACAMPE EM SUPERFÍCIES DURÁVEIS E RESISTENTES
  • Acampe longe das fontes de água (60 metros = 70 passos).

  • Evite os lugares onde o impacto no ambiente ainda está reduzido possibilitando a sua recuperação.

  • Evite contaminar as fontes de água e nelas só introduza recipientes limpos.

  • Não construa bancos nem mesas. Lembre-se que o melhor acampamento não se faz, se encontra.

  • Utilize mapa e bússola para evitar deixar sinais de orientação em rochas ou plantas.

  • Restrinja sempre que possível as atividades em lugares com vegetação.

  • Em áreas de muito uso e excessivamente atingidas: concentre a circulação nas áreas já impactadas, escolha lugares já designados para acampamento quando estes existirem, procure permanecer e caminhar em fila indiana nas trilhas no caminho evitando alargá-las além do necessário, não corte caminho abrindo novas trilhas, evite produzir maior erosão, descanse fora do caminho em superfícies duráveis e resistentes como rochas, areia, grama, pasto seco, etc.

  • Em áreas virgens ou de pouco uso: quando visitar lugares virgens procure dispersar o impacto, quando viajar por áreas sem trilhas, caminhe por superfícies duráveis e resistentes, acampe em superfícies duráveis e resistentes sempre que possível.


3 - LIXO: TUDO O QUE LEVAR, TRAGA DE VOLTA
  • Regresse com todo lixo que tenha produzido e, se possível, com aquele que encontrar. Não o enterre!

  • Proteja sua comida e a fauna, empacotando adequadamente seus alimentos. Lembre-se que é sua comida não a dos animais, sendo prejudicial e perigoso habituá-los ao alimento dos humanos.

  • Recolha toda a comida que cair no solo e também leve com você todos os restos.


4 - DEJETOS: DISPONHA ADEQUADAMENTE TUDO AQUILO QUE NÃO PUDER TRAZER DE VOLTA
  • Lave seus utensílios e faça o asseio pessoal afastado pelo menos 60 metros da fonte de água, utilizando o mínimo de sabão biodegradável. Espalhe no terreno a água suja para que seja por ele filtrada.

  • Enterre as fezes humanas depositando-as em um "buraco de gato": uma cova de 30 cm de profundidade, no mínimo 60 metros distante das fontes de água, de trilhas e de acampamentos e, uma vez utilizado, cubra-a e disfarce-a no terreno.

  • Se utilizar papel higiênico, traga-o de volta ou queime-o totalmente em um recipiente apropriado, evitando assim os incêndios.

  • A urina produz odores e faz com que os animais raspem a terra para ingerir os sais.


5 - NATUREZA: DEIXE NO LOCAL TUDO O QUE ENCONTRAR
  • Trate a natureza com respeito, deixando onde encontrou flores, plantas, rochas, conchas, etc. Em pouco tempo elas se convertem em um estorvo em sua casa.

  • Não toque em objetos de importância histórica ou arqueológica pois levá-los é um delito e prejudica irreparavelmente as investigações científicas do local.

  • Permita que os animais exercitem suas atividades naturais sem alterá-las. Não os moleste e recorde que nós somos os visitantes.

  • Escute o som da natureza, evite fazer ruídos e deleite-se com o silêncio.


6 - FOGUEIRAS: MINIMIZE SEU USO E IMPACTO
  • As fogueiras podem causar um grande impacto na natureza. Leve um pequeno fogareiro que possa ser utilizado em qualquer terreno e condição de clima.

  • Se resolver fazer uma fogueira, considere as condições do ambiente, lenha suficiente, vento, etc.

  • Recolha lenha caída de uma área ampla e de um diâmetro maior que a palma da mão; não corte galhos secos das árvores.

  • Prefira um lugar onde já tenha havido uma fogueira anteriormente e não a acenda junto a rochas ou debaixo de saliências pois isto faz com que se produzam rachaduras e fiquem manchadas com fuligem.

  • Uma vez terminada a fogueira, permita que se converta em cinzas, apague-a completamente, moa os carvões e disperse todo e qualquer resíduo.

  • Limpe completamente o lugar da fogueira para que outros também o usem.
O convívio com impacto mínimo no ambiente natural depende muito mais de atitudes e de consciência individual do que de fiscalização, leis e regulamentos.
A idéia não é se transformar em um eco-chato mas valer-se do bom senso e de consciência ética adotando regras pequenas, adaptadas ao nosso meio e que, multiplicadas pelo máximo de pessoas, produzam os resultados cumulados que preservarão um mundo melhor e mais limpo para as gerações vindouras.

Divulgue você também as técnicas de mínimo impacto!



Enviar para o Twitter

 



 *   ABACATE - É usado contra o reumatismo, promove a eliminação dos gases, digestivo, laxativo.
    * ABACAXI - Facilita a digestão, germicida, oxidante forte, desobstruente do fígado, combate a icterícia, combate a artrite, combate o inchaço, combate a difteria, bom contra as afecções da garganta e contra a arteriosclerose.
    * ABIU - Combate as afecções das vias respiratórias.
    * AMEIXA - É purgativa, depurativa.
    * AMÊNDOA - É eficaz contra as enfermidades das vias respiratórias e a irritação das vias urinárias.
    * ARAÇA - É calmante.
    * AZEITONA - A verde é adstringente, ao passo que a preta é laxativa.
    * BANANA - Combate a diarréia, calmante, favorece a formação, secreção e excreção do leite, combate a anemia.
    * CAMBUCÁ - É bom para o estômago.
    * CAQUI - É alcalinizante, bom para as afecções do fígado e os catarros da bexiga.
    * CASTANHA - É benéfica para os rins e o fígado, e muito útil na diarréia das crianças.
    * CEREJA - É alcalinizante, remineralizante, combate a desinteria, e eficaz contra a arteriosclerose.
    * COCO - É calmante, combate a febre, combate os vermes, útil nas inflamações intestinais.
    * FIGO - Combate as afecções das vias respiratórias, laxante, tem a propriedade de amolecer os tecidos, atenuar as inflamações, as inchações e as queimaduras, e aliviar as dores e cura feridas.
    * FRUTA-DO-CONDE - É estimulante do apetite.
    * JENIPAPO - É indicado na má digestão e nas afecções do fígado e do baço.
    * GOIABA - Combate a diarréia e os tumores.
    * GRUMIXAMA - É estimulante do apetite, reanimadora.
    * JABUTICABA - É estimulante do apetite, reanimadora.
    * LARANJA - Combate a falta da vitamina C, estimulante do apetite, reguladora intestinal, laxante, diurética, combate o reumatismo, calmante, digestiva, antifebril, anti-hemorrágica, combate a nevralgia, restaura o fluxo menstrual, quando escasso ou ausente, combate a nefrite, depurativa, contra verminose, etc.
    * LIMA - É acalinizante e combate a falta da vitamina .
    * LIMÃO - O suco é estimulante do apetite, diurético, combate a febre, combate o reumatismo, combate a falta da vitamina C, anti-séptico, adstringente, curam feridas e combate o vômito. Dissolve os cálculos; combate as afecções produzidas por diversos microorganismos (cólera, disenteria, tifo, etc.).
    * MAÇÃ - Combate a diarréia, estomacal, combate as afecções das vias respiratórias. Alimento para o cérebro.
    * MAMÃO - É laxante, diurético, tem a propriedade de amolecer os tecidos, atenuar as inflamações, as inchações e as queimaduras, e aliviar as dores e cura feridas, refrescante.
    * MANGA - É anticatarral, combate a falta da vitamina C, depurativa, refrescante, tem a propriedade de fazer suar, digestiva.
    * MANGABA - É digestiva.
    * MARACUJÁ - É calmante e tem a propriedade de amolecer os tecidos, atenuar as inflamações, as inchações e as queimaduras, e aliviar as dores e cura feridas. Muito usado na coqueluche.
    * MARMELO - É adstringente, fortificante do aparelho digestivo.
    * MELANCIA - É calmante, diurética, refrigerante.
    * MELÃO - É calmante e diurético.
    * MORANGO - É diurético, anti-reumático, alcalinizante, combate a febre, elimina toxinas do fígado, laxante, facilita a digestão, tônico para os nervos.
    * NOZ - É bom remédio para o cérebro e para o sistema nervoso em geral.
    * PÊRA - É diurética e abaixa a pressão.
    * PÊSSEGO - É um bálsamo para o estômago e um precioso alimento para os diabéticos.
    * PITANGA - É refrigerante e antiberibérica. As folhas combatem a febre, mesmo nas maleitas rebeldes.
    * ROMÃ - As raízes são usadas para expulsar a tênia (ou solitária).
    * SAPOTI - É refrigerante.
    * TAMARINDO - É laxante e até purgativo.
    * UVA - É vitalizadora, alcalinizante, anti-reumática, depurativa,diurética, laxante, tônica para o sistema nervoso.

Enviar para o Twitter



Navegando pela internet e vasculhando diversos sites, reuni uma coletânea de 5 sugestões para se viver melhor. Estas dicas estão de uma forma ampla, portanto, tente adaptá-las ao seu cotidiano.

1 - Faça exercícios regulares. É saudável, é divertido (depois de um tempo) e um bom apoio para uma vida pura e espiritualmente saudável

2 - Jogue um bom "game" ou assista um programa de TV legal. Desligar a mente é o canal pra não enlouquecer.

3 - Escolha um local ideal para refletir sobre o mundo que passa diante de você. Pode ser um parque, uma praça, uma igreja, etc. Dê preferência a lugares ao ar livre.

4 - Tenha um cachorro (se não tiver um, dê preferência a adoção). Este bichinho tem um amor incondicional pelo seu dono. Não importa o dia e nem a hora, ele sempre estará receptivo para lhe fazer um carinho.

5 - Sorria. O bom humor atrai pessoas felizes que com certeza terão algo positivo a lhe acrescentar.

Você tem mais alguma dica a acrescentar? Qual a sua dica? Deixe seu comentário!

Enviar para o Twitter

Achei uma dica legal para espantar os mosquitos de dentro da barraca sem gastar muito


    * Um repelente eficiente e barato.
    * Funciona MESMO!
    * O cravo da India, espalhado por superfícies, é muito utilizado para afastar formigas.
    * Contra mosquitos era novidade, até que experimentei e fiquei admirado com os resultados.
    * Faça como a foto.
    * Enterre alguns cravos em meio limão.
    * Faça isso com 3 ou 4 limões e espalhe pela casa.
    * Mais uma arma para afastar os mosquitos e se prevenir contra a dengue. 


fonte : http://dicascuriosidadesemais.blogspot.com/ Enviar para o Twitter

Como funciona a compostagem?

A compostagem é um processo biológico em que os microrganismos transformam a matéria orgânica, como estrume, folhas, papel e restos de comida, num material semelhante ao solo, a que se chama composto, e que pode ser utilizado como adubo.

   Qual a vantagem deste processo?

dá-se uma finalidade adequada para mais de 50% do lixo doméstico, ao mesmo tempo em que melhora a estrutura e aduba o solo, gera redução de herbicidas e pesticidas devido a presença de fungicidas naturais e microorganismos, e aumenta a retenção de água pelo solo.

Como fazer composto orgânico

A nível de propriedade rural é feita em grandes leiras, em geral revolvidas com trator.
Mas para quem deseja fazer em seu quintal, uma caixa de 1,0 x 1,0 x 1,0 metros sem fundo, direto no solo é mais do que suficiente.

Quem não tem muito espaço pode adquirir uma lata de lixo plástica grande e retirar boa porção do fundo para escoamento da água.
Para cobrir, use uma lona ou chapa de papelão.


Fazendo a compostagem

- Para realizar a compostagem, você deve fazer o seguinte:

    * escolha um lugar para a pilha de compostagem
    * escolha uma estrutura
    * adicione os ingredientes
    * cuide e alimente a pilha de compostagem
    * colha o composto acabado para uso


Escolha um lugar

Escolher bem o local onde você vai querer colocar sua pilha de compostagem é importante. Você vai querer fabricar seu fertilizante longe da sua casa, mas não tão longe que você não queira sair para ter de cuidar disso. Da mesma forma, você não vai querer que fique muito perto dos limites de sua propriedade porque seus vizinhos poderão reclamar. Uma parte da resposta pode ser ditada pela regulamentação domiciliar local ou pelas regras da organização dos proprietários que podem especificar onde a pilha de compostagem poderá ser localizada. Outros fatores a serem considerados incluem o seguinte:

    * vento : mesmo uma pilha de compostagem bem cuidada pode, ocasionalmente, emitir odores desagradáveis. Apesar de o vento fornecer ar, muito vento pode secar e/ou espalhar o material;
    * luz do sol: a luz do sol pode ajudar a aquecer a pilha de compostagem no inverno, mas muito sol pode secar o produto. Se a pilha estiver localizada sob uma árvore, você terá a sombra refrescante no verão e a luz do sol no inverno;
    * drenagem: você precisa de uma boa drenagem para que a água não acumule perto da pilha;
    * superfície: Certifique-se de deixar uma área não concretada e suficiente grande para você poder trabalhar ao redor da pilha (cerca de 2 m).


Adicione os ingredientes

Você pode fazer a compostagem dos seguintes materiais facilmente:

    * Restos de cozinha: é melhor cortar ou triturar os resíduos para que possam decompor mais rápido.
          o resíduos de frutas e vegetais: cascas, peles, sementes, folhas
          o cascas de ovos
          o grãos de café (inclusive filtros de papel), saquinhos de chá, guardanapos de papel usados
          o espigas de milho: devem ser trituradas para poder decompor rapidamente

  
Resíduos do quintal

    * aparas de grama: um pouco de grama, tudo bem, mas muita quantidade irá adicionar um excesso de nitrogênio à pilha de compostagem, fazendo com que cheire mal.
   
* folhas
   
* agulhas de pinho
   
* ervas daninhas
   
* materiais de madeira (galhos, ramos)
   
* palha ou forragem

   * Jornais

   * Erva marinha, Alga marinha ou forragem de grama de pântano: se você vive perto da praia e for permitida a colheita destes materiais, eles são excelentes e ricos em nutrientes. Lave-os ou enxágüe-os totalmente em água fresca para remover o excesso de sal antes de adicioná-los à sua pilha de compostagem.

   * Serragem: esta é uma excelente fonte de carbono.


Resíduos de cozinha e do quintal em um recipiente para compostagem

Cuidados e alimentação

Adicione novas camadas de material de compostagem na parte de cima junto com terra fresca. Regue o recipiente de compostagem regularmente para manter o composto umedecido. Remexa o composto todos os dias ou a cada dois dias, para assegurar o fornecimento adequado de oxigênio. Com alguns recipientes, você pode eliminar a necessidade de remexer o composto, inserindo canos de PVC perfurados dentro dos recipientes para ter um fornecimento regular de ar.
 À medida que você adiciona novas camadas e remexe o composto, você estará misturando novas camadas de lixo intacto com camadas parcialmente decompostas. O material quase acabado assentará no fundo porque as partículas são menores.


Aqui estão alguns sinais de que sua pilha de compostagem está funcionando adequadamente:

    * não cheira mal. Ela deve ter um cheiro doce de terra;
   
* é quente. Os microorganismos ficam "fermentando" e você, eventualmente, pode ver algum vapor saindo da pilha, especialmente em uma manhã fria;
   
* pode ser que você veja algumas bolhas de gás na pilha, porque o dióxido de carbono vai sendo liberado quando os microorganismos fazem seu trabalho

Coletar o produto final

O produto final será coletado na parte inferior do recipiente em um sistema de um só recipiente ou no terceiro recipiente em um sistema de três recipientes. Não há uma definição exata de quando o fertilizante está pronto. Aqui estão alguns parâmetros que podem ser usados para avaliar o final da compostagem.

    * Temperatura: depois de remexer a pilha, meça a temperatura. Se estiver abaixo de 38°C, provavelmente já está pronto.
   
* Aparência: o material parece pelo menos 50% decomposto? Você consegue reconhecer alguma coisa nele parecida com o lixo que foi colocado?
   
* Tamanho: o volume do composto foi reduzido de 50% a 75%?
   
* Cor: está marrom escuro ou preto?
   
* Textura: está macia ou esfarelada?
   
* Cheiro: cheira como terra?

Quando a compostagem terminar, o seu fertilizante estará pronto para ser usado

Os fertilizantes podem fazer o seguinte:

    * melhorar a estrutura do terreno no seu jardim ou quintal;
   
* aumentar a atividade dos micróbios da terra;
   
* enriquecer os nutrientes da terra;
   
* melhorar a química do seu solo, particularmente o grau de acidez (pH);
   
* isolar as alterações na temperatura da terra em volta de plantas e árvores;
   
* melhorar a resistência a insetos e doenças das plantas e árvores do seu jardim.

Resultado final, depois de pronto irá ficar assim :


Enviar para o Twitter

-- Porque reciclar ? --

    * Porque muito se pode ganhar gerando material para reciclar ao invés de lixo.
    * Ajudaremos a diminuir a poluição do ar, solo e água, reduzindo a necessidade de novas áreas para aterros sanitários.
    * Ajudaremos a diminuir a proliferação de insetos e roedores, responsáveis pela transmissão de várias doenças.
    * Estaremos poupando os recursos naturais, pois o lixo reciclado é transformado pelas indústrias em matérias prima novamente, baixando assim o visto do produto final que consumimos.
    * Contribuirmos com a limpeza da cidade.


Quanto se poupa com a reciclagem?

    * 1000 Kg de papel reciclado = 20 árvores poupadas.
    * 1000 Kg de vidro reciclado = 1300 Kg de areia extraída poupada.
    * 1000 Kg de plástico reciclado = milhares de litros de petróleo poupados.
    * 1000 Kg de alumínio reciclado = 5000 Kg de minérios extraídos poupados.



-  Tempo de decomposição do lixo.

O tempo de decomposição do lixo varia muito, dependendo do material de que é composto.
Abaixo uma lista com o tempo médio aproximado de decomposição de diferentes materiais.

    * Papel: 2 a 4 semanas
    * Tecido de algodão: 1 a 5 meses
    * Corda: 3 a 4 meses
    * Meia de lã: 1 ano
    * Vara de bambu: 1 a 3 anos
    * Goma de mascar: 5 anos
    * Estaca de madeira pintada: 13 anos
    * Lata de conserva: 100 anos
    * Plástico: 450 anos
    * Lata de alumínio: 500 anos
    * Vidros e pneus: tempo indeterminado


Símbolos que facilitam a reciclagem.

Fique de olho nesses símbolos.

Eles identificam os materiais recicláveis mais comuns, o que facilita o encaminhamento para a reciclagem após o uso. Procure-os nas embalagens.
Você também pode separar os recicláveis do seu lixo, utilizando cores diferentes para cada recipiente. 

               
Papel – azul
Vidro - verde
Metal – amarelo
Plástico – vermelho  







 
PAPÉIS SECOS (RECIPIENTE AZUL).
  • Jornais, listas telefônicas e folhetos comerciais.
  • Folhas de caderno, revistas e folhas de rascunho. 
  • Papéis de embrulho. 
  • Caixas de papelão. 
  • Caixas de brinquedos. 
  • Caixas longa vida ou Tetra Pak.   
VIDRO (RECIPIENTE VERDE)
  • Garrafas.
  • Vidros de conserva. 
  • Lâmpadas incandescentes. 
  • Cacos de vidro.   
 METAIS (RECIPIENTE AMARELO). 
  • Tubos de pasta de dentes.
  • Latinhas de cerveja e refrigerante. 
  • Enlatados, objetos de cobre, alumínio, lata, chumbo, bronze, ferro, zinco. 
PLÁSTICO (RECIPIENTE VERMELHO). 
  • Embalagens de produtos de limpeza, garrafas plásticas.
  • Tubos e canos. 
  • Potes de creme e xampu. 
  • Baldes e bacias. 
  • Restos de brinquedos. 
  • Sacos, sacolas e saquinhos de leite limpos.  
Lixo úmido ou orgânico.
Serve como material para enriquecimento do solo através da compostagem e minhocultura. 

  • Cascas de frutas. 
  • Folhas secas e cascas de ovos. 
  • Restos de alimentos. 
  • Papéis molhados e engordurados. 

Você pode aproveitar esta parte de seu lixo para enriquecer seu jardim.

 Curiosidades :

Um video legal de como ultilizar uma garrafa pet para regar as plantas ou plantações.



    Fonte do texto : www.lixo.com.br
    Fonte do video : http://www.youtube.com/user/W2JPRODUCOES
Enviar para o Twitter


A edição 155 da Revista Aventura & Ação ( www.aventuraeacao.com.br ) traz várias opções de roteiros para quem quer começar 2010 com muita natureza. Trás também uma matéria sobre o site Acampar Bem, um artigo especial sobre camping, seus benefícios e dicas. Confira o artigo abaixo: “Hospede-se sob um céu estrelado” e fique ligado em www.acamparbem.com.br.




( clique na imagem para amplia-la )
Enviar para o Twitter


O CARNAVAL É UMA FESTA COMEMORADA EM TODO O PAÍS. SÃO DIAS DE MUITA ALEGRIA E AGITAÇÃO E, DIANTE DISSO É PRECISO TOMAR CERTOS CUIDADOS.

Normalmente muitas pessoas que pulam carnaval não fazem nenhuma atividade física durante o decorrer do ano e o organismo não é preparado para um ritmo mais acelerado. Essas pessoas precisam de mais cuidados, pois o exagero na hora da folia pode causar problemas.

A ÉPOCA DO CARNAVAL ESTÁ NA ESTAÇÃO MAIS QUENTE DO ANO, O VERÃO, ISSO DEVE SER FONTE DE ALGUMAS PREOCUPAÇÕES COMO:

- Aplicar protetor solar no corpo para prevenir queimaduras, insolação e câncer de pele;
- Ingerir bastante líquido para não desidratar o corpo, moderar o consumo de bebidas alcoólicas que ressecam a pele, dá sede, dor de cabeça, náuseas, hipertensão arterial, diarreia entre outros;
- Tomar cuidado com máscaras ou outros acessórios que podem dificultar a respiração, pois pode trazer fadiga;
- Ficar atento a penas e plumas que podem provocar alergia respiratória;
- A maquiagem deve ser usada com moderação, pois pode causar alergia, irritação na pele, infecções nas pálpebras, lesões nas córneas, dermatite de contato, descamação da pele, bolhas, pruridos entre outros.
O importante é hidratar bem o corpo, ingerindo muita água, sucos naturais, água de coco, chás gelados e fazer uma boa alimentação à base de massas para produzir energia, cereais para prevenir a prisão de ventre, saladas com muitas verduras e legumes, de preferência crus para ajudar na reposição de água e outros nutrientes; e bastante frutas que ajudam na digestão e repõe vitaminas e outros. Evite alimentos gordurosos que diminuem o processo de digestão.

Antes de cair na folia é bom que se façam alguns exercícios de alongamento e relaxamento para evitar distensões e outras complicações mais graves.



Enviar para o Twitter

Fotos da nossa blitz no Camping Carrion


Enviar para o Twitter

Aventura de trekking

Achei um video legal na internet que mostra um pouco do trekking ,  e como é esta aventura , pelos alpes suiços , o video foi postado por esse cara http://www.youtube.com/user/dolomismo e a musica é do Apple in stereo e se chama Energy





Enviar para o Twitter



A alimentação, além do condicionamento físico, é um dos fatores mais importantes na vida esportiva de um atleta. É através dela que obtemos o "combustível" que mantêm o nosso organismo ativo e pronto para o treinamento e competição.


Alimentar-se bem é fundamental. Mas, o que é alimentar-se bem?


1. O café da manhã é a principal refeição do dia. Ao contrário do que muitos pensam, ele garante energia para todo o dia;


2. Frutas são sempre bem vindas antes, durante e após o treino. Além de conterem água, são ricas em vitaminas e fibras;


3. Coma com moderação. Você pode fazer até seis refeições por dia. Não seja guloso na hora de comer!;


4. Evite beber enquanto estiver se alimentando. Isso dificulta a digestão;


5. Evite gorduras, frituras, doces e refrigerantes. Esses alimentos não combinam muito com atividades físicas;


6. Antes da corrida, faça suas refeições normalmente. Não mude sua alimentação apenas na hora da corrida. Seu organismo pode não aceitar;


7. Finalmente, não seja radical! Coma aquilo o que tiver vontade, respeitando, é lógico, os seus limites. O que não vale é abusar!
Enviar para o Twitter

São Tomé das Letras - MG


São Tomé das Letras é considerada um local sagrado. Os moradores do lugar garantem que estão constantemente em companhia de seres extra-terrestres. Todos os cultos e credos convivem em São Tomé. É gratificante conversar com os moradores com suas histórias extraordinárias. Mas quem sabe se são verdadeiras mesmo? A explicação para tanto misticismo é porque a cidade foi construída em cima de uma rocha de quartzito que armazena energia cósmica e telúrica. São Tomé é considerada uma das sete cidades sagradas do mundo.

A cidade é simples e rústica. Tem pouco mais de 5000 habitantes. Como a região fica em cima de uma grande formação rochosa é tudo feito a base de pedra. Desde as ruas, casas e igrejas. O clima é frio, devido a altura. Mesmo no verão é conveniente levar vários agasalhos para a noite.

Um dos principais atrativos é a subida até a pirâmide, no lado alto da cidade. Trata-se de uma construção sobre uma rocha. Ninguém sabe ao certo quem construiu. Dizem até que foi feita para pouso de óvnis. Mesmo que você não acredite muito nessas histórias, vale a pena mesmo que seja pela vista: um espetáculo, principalmente no por-do-sol.

Outra vista fantástica da região é no Cruzeiro, uma grande cruz no topo de uma montanha, de onde se tem uma visão panorâmica de toda a região.

Durante o dia, uma boa opção é curtir as cachoeiras, como a bela VALE DAS BORBOLETAS que recebeu este nome devido a centenas de borboletas coloridas passearem por lá, principalmente durante a primavera. Outra bela cachoeira, a DA EUBIOSE fica pertinho, a cerca de 3km na estrada de Caxambú. Saindo um pouco da luz do dia, vale explorar a Gruta de São Tomé, onde diz a lenda, o próprio santo teria escrito algumas palavras.


São Tomé encanta por sua beleza e exotismo. Representa um rincão perdido no mapa, que vem sendo invadido desde que os primeiros forasteiros chegaram, na década de 70. Vieram esotéricos, hippies, ecoturistas e muitas outras pessoas. Todos em busca de um sonho especial e movidos, quem sabe, por uma crença: de que em São Tomé mito e realidade se misturam a todo momento.
 
Enviar para o Twitter

Visite-nos tambem no twitter e no orkut.




Enviar para o Twitter

Tabela que auxiliara a somar os custos de uma viagem, ajuda bastante a calcular quanto sera gasto





 
Enviar para o Twitter

gelando latas rapidamente

 

Com certeza você já passou por uma situação onde não possuía bebida gelada e precisava delas em poucos instantes.

Principalmente no camping, quando você chega com sua cerveja quente ou em casa, naquele dia com visitas e a bebida acaba, você acaba tendo que esperar ou passar vergonha.

Para isso vai uma dica de como gelar suas bebidas em mais ou menos 5 minutos utilizando como fonte principal o gelo.

Você precisará de:



  • Um recipiente (isopor, caixa térmica, balde e etc.)





  • Gelo (em cubos)





  • Sal (de cozinha ou preferencialmente grosso)





  • Álcool

    Agora é só colocar as latas ou garrafas envolvidas no gelo em cubos, como tradicionalmente você faz. Adicione sal preferencialmente grosso (por volta de 200g por cada 10 latas) e álcool (400ml por cada 10 latas). Para baratear o processo, você poderá não fazer uso do álcool.

    As bebidas ficarão estupidamente geladas em 5 minutos ou menos.

     

      fonte : http://www.macamp.com.br/dicas-gelarlatas.htm




Enviar para o Twitter

Aventura especial é uma entidade de caráter social, sem fins lucrativos, que visa a inclusão da pessoa com deficiência no ecoturismo e à prática de esportes de natureza.

Missão
Trabalhar em prol da inclusão das pessoas com deficiência em atividades de ecoturismo e esportes de aventura, propiciando reabilitação física e psicológica através de uma nova forma de relacionamento com a natureza e o meio ambiente.

Visão
Incentivar, informar e capacitar pessoas e empresas de modo que se tornem aptos a oferecer condições para que pessoas com deficiência tenham experiências de lazer em contato com a natureza, diminuindo o preconceito e assegurando que existam opções que permitam a prática do ecoturismo, das atividades e dos esportes de aventura adaptados para aqueles que chamamos de “Aventureiros Especiais”.

Estrategias
Informar os benefícios na reabilitação que podem ser conseguidos através do ecoturismo e do turismo de aventura;
Estimular as pessoas com deficiência a buscar na natureza e nas atividades de aventura adaptadas um caminho para reencontrar a autoestima;
 

                                                ( para mais informações clique na imagem )
Enviar para o Twitter


Quando for acampar procure atividades que o aproxima da natureza. 

Conheça esses esportes:

Rafting

  O rafting é a prática de descida em corredeiras em equipe utilizando botes infláveis.

Rapel 

Rapel  é uma atividade vertical praticada com uso de cordas e equipamentos adequados para a descida de montanhas , paredões , prédios entre outros.

Trekking


Caminhar por trilhas naturais, desfrutando do contato com a natureza e, ainda por cima, cercado de belas paisagens em locais pouco conhecidos. Quem pratica o trekking ou Caminhada, tem essa oportunidade, e esse é sem dúvidas o principal motivo que faz do esporte um dos que mais cresce.



para saber mais sobre esses esportes acesse : http://www.trilhaseaventuras.com.br/



Enviar para o Twitter

Estamos no meio da grande onda verde, à hora da virada, é preciso adquirir consciência ambiental e rápido.
 
Você sabia que 1 litro de óleo usado pode poluir mais de 1 milhão de litros d'água ?

 
Quando for acampar separe os materiais depois de usados, evite jogar lixo na natureza.

 
Papeis, plásticos, metais, resíduos de alimentos, nos campings existem lixeiras para serem depositados.

 
Procure levar sempre sacolinhas plásticas para separação do lixo, caso não tenha coleta.

 
Lembre-se que restos de alimentos podem atrair animais para sua barraca, mantenha-os longe.






RECICLE  A NATUREZA AGRADECE !
Enviar para o Twitter



 O importante é que acampar requer um desejo de aventura, pois a pessoa dever estar preparada para as mudanças de tempo que podem ocorrer, às vezes, um pouco de desconforto, entre outras coisas. Mas, com certeza, é uma experiência muito legal e cheia de surpresas!!

 Você nunca acampou antes e não sabe por onde começar? Pensando nisso, preparamos algumas dicas para introduzir você nesta nova aventura.


1) Leve roupas de tecidos leves e fáceis de dobrar (assim, você economiza espaço na mochila e ela não fica tão pesada);

2) Leve lanterna, estilete, fósforos, pilhas para lanterna;

3) Se você pretende cozinhar no acampamento, deve levar utensílios de cozinha que pretender usar;

4) Leve repelentes e protetor solar (pois você vai querer passar mais tempo fora da barraca, do que dentro dela);

5) Um saco de dormir , uma manta e um travesseiro são ótimas pedidas para tornar suas noites de sono mais agradáveis;

6) Não se esqueça de levar tênis e chinelo (mais confortáveis para caminhar).

7) Pratique armar sua barraca em casa antes de viajar, assim você não terá que descobrir como montá-la enquanto cai uma tempestade!

8) Certifique-se que sua barraca aguenta todos os climas e temperaturas.

9) Se possível, não deixe sua barraca tomar muito sol. Às vezes, isso não é possível, mas saiba que a exposição prolongada aos raios UV enfraquecem o nylon.

10) Cheque bem sua barraca antes de colocar no saco.

11) Não faça fogueiras próximo a barraca ou árvores.

12) Leve uma caixa de primeiros socorros.

13) Capa de chuva para mochila , na tempestade você irá agradecer.

14) Ipermeabilizante de costura , isso irá ajudar a protejer mais sua barraca.

15) E o mais importante: leve seu espírito de aventura
Enviar para o Twitter

Programação de Feriadão 

Blitz Acampar Bem

 Feriado dia 24 e 25 de janeiro no Camping Carrion em Itú - SP
Concorra a produtos Nautika , entrega de bríndes , adesivos e sorteio de uma noite VIP especial com produtos Nautika .
Não se esqueça !
Entre no site acamparbem e cadastre-se 
para ganhar descontos nas lojas e nos
campings participantes

www.acamparbem.com.br 


APC - CAMPING CARRION
www.campingcarrion.com.br

Av. Drº Lauro de Souza Lima, s/nº - Itu– SP
Telefone: (11) 4019-1219


Enviar para o Twitter